Experimentos com a verdade. Uma variação sociológica das ‘Varieties of Religious Experience’ de William James (Parte 2), por Frédéric Vandenberghe

por Frédéric Vandenberghe Tradução: Alberto Luis Cordeiro de Farias Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf As Varieties of Religious Experience de William James é um clássico estudo psico-filosófico da experiência do sagrado e de seus efeitos práticos na vida cotidiana de pessoas extraordinárias. Em uma variação pragmática da prova da existência de Deus de…

Experimentos com a verdade. Uma variação sociológica das ‘Varieties of Religious Experience’ de William James (Parte 1), por Frédéric Vandenberghe

por Frédéric Vandenberghe Tradução: Alberto Luis Cordeiro de Farias Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf As Varieties of Religious Experience de William James é um clássico estudo psico-filosófico da experiência do sagrado e de seus efeitos práticos na vida cotidiana de pessoas extraordinárias. Em uma variação pragmática da prova da existência de Deus de…

“Inwertsetzung – Valorização primária”, por Christoph Görg

Da Série Verbetes por Christoph Görg[i] Tradução: Mylene N. Teixeira* Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf Inglês – primary valorisation Francês – valorisation primaire Espanhol – valorización primaria A valorização primária (V.P) é um verbete associado à economia de reservas produtivas (cf. Gerold, 1982; Schneider, 1983), um termo empregado no contexto de temas ecológicos….

Introdução: Eurocentrismo, androcentrismo e teoria sociológica, por Syed Farid Alatas e Vineeta Sinha

Da esquerda para a direita: Pandita Ramabai Saraswati (1858-1922); Harriet Martineau (1802-1876); Florence Nightingale (1820-1910); José Rizal (1861-1896) por Syed Farid Alatas e Vineeta Sinha Tradução: Bárbara Vítor (PPGSP/UVV) Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf  ALATAS, Syed Farid; SINHA, Vineeta. Sociological Theory Beyond the Cannon. Londres: Palgrave Macmillan, 2017. A necessidade de outro texto…

Pragmática das Transformações e Sociologia das Controvérsias: Lógicas da investigação em face do tempo longo dos processos (Parte 2), por Francis Chateauraynaud

Tradução: Diogo Corrêa Revisão: Samantha Sales [Confira a Parte 1 clicando aqui] Clique aqui para pdf  Contingência, indeterminação, abertura contínua do futuro  “Nós estamos em um mundo no qual não cessamos de ser alarmados e no qual as avaliações de riscos transformam-se rapidamente em polêmicas”. Esse diagnóstico, feito por um especialista em saúde ambiental, suscita…

Pragmática das Transformações e Sociologia das Controvérsias: Lógicas de investigação em face do tempo longo dos processos (Parte 1), por Francis Chateauraynaud

Tradução: Diogo Corrêa Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf As controvérsias de longa duração, cujos pontos de origem são sempre discutidos e cujo encerramento é incerto, suscitam a questão da lógica de investigação mais apropriada[i]. Como proceder para descrever não apenas os processos tomados em seu conjunto, mas também o detalhe das operações realizadas…

Debate entre Philippe Descola e Tim Ingold (2): O pluralismo cultural na antropologia

Tradução: Diogo Corrêa Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf Como explicar e religar entre si essas diferentes composições do mundo? * (Confira também a Parte 1: Naturalismo e dualismo)   Philippe Descola Tim Ingold e eu tivemos formações efetivamente muito diferentes, e os ajustes de contas que devemos fazer com elas deve igualmente sê-lo:…

A inesgotável realidade, por Étienne Bimbenet

por Étienne Bimbenet Tradução: Diogo Corrêa Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf Resenha de ‘Le Lieu de l’universel. Impasses du réalisme dans la philosophie contemporaine’ (Seuil, 2015), de Isabelle Thomas-Fogiel. Para conhecer melhor a autora, confira outro post do Blog do Sociofilo: ‘O lugar do universal, impasses do realismo na filosofia contemporânea’. Para a maioria…

Os cães riem? Uma abordagem intercultural do simbolismo corporal, por Mary Douglas

Por Mary Douglas Tradução: Lucas Faial Soneghet Revisão: Samantha Sales Clique aqui para pdf O corpo, como veículo de comunicação, é entendido erroneamente se tratado como uma guarita de sinalização[1], um enquadramento estático emitindo e recebendo somente mensagens codificadas. O corpo comunica informação do e para o sistema social do qual faz parte. Portanto, deve…