A solidão dos deprimidos: sobre virada afetiva e depressão, por Gabriel Peters

Fonte: https://exowords.wordpress.com/2012/02/22/the-bell-jar/ Por Gabriel Peters Clique aqui para pdf Advertência preliminar: o texto que vai abaixo se concentra sobre vivências depressivas, com base em uma literatura especializada de orientação interdisciplinar e no estudo exploratório das experiências de alguns sujeitos empíricos. Mesmo quando considerações terapêuticas diletantes emergirem aqui e ali, é crucial lembrar que nenhuma delas substitui…

“Explicação e compreensão: O que é individualista no individualismo metodológico de Max Weber?” (Parte 4), por Gabriel Peters

Da Série Verbetes Por Gabriel Peters Clique aqui para pdf Racionalidade, hábito e afeto: da teoria à pesquisa Como vimos no post anterior desta série, ao conceituar as diferentes modalidades de ação social como “tipos ideais”, Weber quis enfatizar que tais modalidades, na sua forma “pura”, não são jamais encontráveis na realidade empírica. O argumento weberiano…

Virada afetiva: intersubjetividade, intercorporeidade, interafetividade

Por Gabriel Peters Afetos e emoções Uma reformulação da ideia de “intersubjetividade”, em termos menos intelectualistas do que os disponíveis nas ciências sociais contemporâneas (GIDDENS, 1998: 276; KILMINSTER, 1991: 115), está entre as influências mais fecundas que a chamada “virada afetiva” pode trazer à teoria social. Trata-se de martelar a tese de que relações intersubjetivas…

Deixando-se levar pelo afeto nativo: Sobre uma experiência etnográfica em busca da ética no candomblé, por Lucineide Santos

Relato etnográfico Lucineide Costa Santos (PPCIR-UFJF – Ateliê de Humanidades-RJ) Para pdf clique aqui Experiência de uma neófita em etnografia A antropologia da religião vem ocupando considerável interesse de minha parte desde que, no momento da elaboração de uma monografia de especialização em ciência da religião na Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro,…

Debate – As três principais (e dezenas de pequenas) questões endereçadas aos defensores dos afetos, por Helena Flam

Três principais e dezenas de pequenas questões endereçadas aos defensores dos afetos Helena Flam (Universidade de Leipzig, Alemanha) Tradução Alberto Cordeiro Luis de Farias Este texto tem como ponto de partida os discursos sobre o afeto propostos pelos seus defensores atuais, tal como vim a conhecê-los nos últimos anos quando li uma série de artigos…

Ser ou não ser afetado, por Frédéric Vandenberghe

Debate sobre a virada afetiva Ser ou não ser afetado Frédéric Vandenberghe (IESP-UERJ) Tradução Alberto Luis Cordeiro de Farias Clique aqui para texto em pdf Juntamente com meu amigo e colega Diogo Corrêa, recentemente ministrei uma disciplina na pós-graduação do IESP-UERJ sobre as Viradas nas Ciências Humanas[1]. Reuni cerca de cinquenta viradas que ocorreram desde…

Sobre afetos e a virada afetiva, por Diogo Silva Corrêa

Diogo Silva Corrêa (IESP-UERJ) Clique aqui para texto em pdf É inegável que o conceito de afeto tem sido um tema constante ao longo da história da filosofia. A noção foi submetida a abordagens amplamente variadas ao longo do tempo, e foi enfatizada mais fortemente em alguns períodos do que em outros. De qualquer forma, embora…