Enlouquece-te a ti mesmo (7): o doente imaginário, por Gabriel Peters

“A parábola dos cegos” – Pieter Bruegel (1568) Por Gabriel Peters Clique aqui para pdf Da essência à existência à carne Em meio às narrativas sobre a multifacetada tradição fenomenológica na filosofia do século XX, poucas tramas são tão conhecidas como aquela em que o cartesianismo radical do fundador Husserl dá lugar, na fenomenologia pós-husserliana,…

Enlouquece-te a ti mesmo (6): a estátua com insônia, por Gabriel Peters

Fonte: https://www.livingwithschizophreniauk.org/information-sheets/negative-symptoms-understanding/ Por Gabriel Peters Clique aqui para pdf A loucura entre o excesso e o déficit Nos últimos decênios, a psiquiatria foi cenário de uma busca tenaz por precisão e consenso na conceituação dos distúrbios mentais. Tal empreendimento encontrou uma de suas manifestações mais impressionantes, embora longe de incontroversa, nas edições recentes do Manual…

Enlouquece-te a ti mesmo (5): a desintegração do eu na vida cotidiana, por Gabriel Peters

https://healdove.com/mental-health/anxiolytics Por Gabriel Peters Clique aqui para arquivo em pdf O exílio existencial esquizoide Cunhado em 1911 pelo psiquiatra suíço Eugen Bleuler, o termo “esquizofrenia” une os radicais gregos que se referem a “cisão” e “mente” respectivamente. Já em seu nascedouro, portanto, o conceito aludia a experiências de perturbação ou ruptura na conexão do indivíduo com o mundo…

Enlouquece-te a ti mesmo (4): Trema…ou o estranhamento do mundo na esquizofrenia, por Gabriel Peters

Por Gabriel Peters (UFPE) Clique aqui para pdf O mundo como um “imenso museu de estranheza” Segundo depoimentos de pessoas que sofreram convulsões epilépticas, os instantes que precedem os ataques são, em alguns casos, marcados por uma aura experiencial peculiar, uma espécie de “sensação mental” intensa e global que se aproxima de um êxtase místico. Um…

Enlouquece-te a ti mesmo (3): sobre as palavras e as coisas na esquizofrenia, por Gabriel Peters

Louis Wain Por Gabriel Peters (UFPE) Clique aqui para pdf Epistemologia insana Os posts anteriores desta série defenderam a tese de que, se a teoria social é uma ferramenta intelectual valiosa para a compreensão da loucura, o estudo da loucura também pode levar, por seu turno, a um repensar crítico da teoria social, sobretudo no…

Enlouquece-te a ti mesmo (2): eu, minhas vozes e meus observadores, por Gabriel Peters

Por Gabriel Peters (UFPE) Clique aqui para pdf Loucuras de Apolo e Dioniso  As imagens mais influentes da insanidade tendem a retratá-la como o triunfo das forças “dionisíacas” da subjetividade sobre os seus aspectos “apolíneos” (Sass, 1992). Tal caracterização das concepções dominantes da loucura no pensamento ocidental toma de empréstimo, é claro, a famosíssima distinção…

Enlouquece-te a ti mesmo: sobre os círculos infernais da autorreflexão, por Gabriel Peters

Fonte: http://digital-evolutions.blogspot.com.br/2014/09/the-droste-effect.html Por Gabriel Peters (UFPE) Clique aqui para pdf  Obsessão, insônia, pânico Façamos um pequeno experimento: NÃO PENSE, sob hipótese alguma, em um ELEFANTE ROSA. Tarde demais: ali estava ele pipocando em sua cabeça…Quando escrevo a você “Não pense em…”, sua mente só é capaz de compreender essa orientação se souber no que ela não…