Sociofellows indicam para 2017

Indicação de Frédéric Vandenberghe Habermas, Jürgen. A crise de legitimação no capitalismo tardio.São Paulo, Editora Tempo Brasileiro, 2002 [1973]. No IESP-UERJ temos um curso bem puxado que se chama “Estudos exemplares”. Nele, os professores escolhem uma obra e os alunos fazem uma resenha dela. Neste ano escolhi Habermas: Crise de legitimação no capitalismo tardio de 1973.  Não…

Giddens em pílulas (3): a dualidade entre ação e estrutura, por Gabriel Peters

Por Gabriel Peters (UFES) Clique aqui para pdf Uma ontologia praxiológica da vida social Ao dar à sua abordagem o nome de “teoria da estruturação”, Giddens já comunica que pretende elaborar uma ontologia radicalmente processual do universo societário. Segundo sua visão, mesmo os traços estruturais e institucionais mais duradouros das sociedades humanas têm de ser…

Sociologia, reescritas pós-coloniais e crítica, por Adelia Miglievich

Por Adelia Miglievich (UFES) Clique aqui para pdf Apresentação  Questionando certo tipo de produção intelectual que subestimou a autorreflexão sobre os contextos cultural e político nos quais emerge, destacando, noutra direção, que experiências mormente tomadas como universais não são menos locais – em verdade, todas, sem exceção, são glocais (APPADURAI, 1998) -, ganha notoriedade a…

(2) Pierre Clastres e a Sociedade contra o Estado: Uma Renovação da Antropologia Política, por André Magnelli

Capa do livro Saudades do Brasil de Cl. Lévi-Strauss (Cia das Letras, 1994) André Magnelli (UERJ) Clique aqui para pdf Todas as sociedades, arcaicas ou não, são políticas, mesmo se o político [assim como o Ser] se diz em muitos sentidos, mesmo se esse sentido não é imediatamente decifrável e se devemos desvendar o enigma…

Giddens em pílulas (2): o legado das abordagens interpretativas, por Gabriel Peters

Por Gabriel Peters (UFPE) Clique aqui para pdf A síntese em meio à balbúrdia Observando o cenário das ciências sociais na virada dos anos 1970 para os anos 1980, o sociólogo estadunidense Jeffrey Alexander concluiu que elas atravessavam, então, um “novo movimento teórico” ([1982] 1987), liderado por autores como o alemão Jürgen Habermas, o francês…